Casos de infecções sexualmente transmissíveis chegam a mais de um milhão por dia, diz OMS

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Mais de um milhão de novos casos de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) curáveis são registrados por dia. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (6), pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e abrangem pessoas entre 15 e 49 anos. Ao todo, são 376 milhões de novos casos de clamídia, gonorreia, tricomoníase e sífilis.

Publicado online pelo Boletim da Organização Mundial da Saúde, a pesquisa mostra que, em homens e mulheres de 15 a 49 anos, houve 127 milhões de novos casos de clamídia em 2016. No mesmo ano, foram 87 milhões de casos de gonorreia, 156 milhões de tricomoníase e 6,3 milhões de sífilis.

De acordo com o diretor executivo para Cobertura Universal de Saúde e Curso de Vida da OMS, Peter Salama, “há uma relativa falta de progresso em parar a propagação de infecções sexualmente transmissíveis no mundo”.

Segundo a OMS, a sífilis foi responsável por 200 mil natimortos e óbitos de recém-nascidos em 2016, tornando-se uma das principais causas de perda de bebês no mundo.

Os últimos dados publicados tinham sido em 2012. Em comparação com 2016, não há grande diferença entre as taxas de infecções novas ou existentes. Em média, aproximadamente 1 em cada 25 pessoas no mundo tem pelo menos uma dessas ISTs, conforme os números mais recentes, com algumas tendo múltiplas infecções ao mesmo tempo.

As IST se espalham predominantemente por contato sexual sem proteção, incluindo sexo vaginal, anal e oral. Algumas delas – incluindo clamídia, gonorreia e sífilis – também podem ser transmitidas durante a gravidez e o parto, ou, no caso da sífilis, pelo contato com sangue ou produtos sanguíneos infectados e uso de drogas injetáveis.

As infecções sexualmente transmissíveis são evitáveis por meio de práticas sexuais seguras, como o uso correto e consistente de preservativos e educação sobre saúde sexual. (BN)

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×