Caso Joedson: Após sentença, acusados de homicídio permanecem soltos em Alagoinhas

Família da vítima clama por tomada de atitude referente ao caso.

Familiares e amigos de Joedson Tanan, executado a tiros em 2013, clamam por justiça! Em denúncia realizada ao site BNews, eles informam que os acusados pelo assassinato do homem ainda continuam soltos, “levando uma vida normal”. Para sanar a questão eles solicitam agilidade no julgamentos dos recursos dos acusados, perante a Justiça. 

A setença referente ao caso saiu no dia 15 de agosto de 2019 , quando o juiz de Almir Pereira de Jesus leu condenou Brígida Heloisa Araújo de Jesus a 14 anos de prisão,  Reinaldo Souza Leite a 14 anos e Joselito dos Santos Ressurreição a 12 anos.Em entrevista concedida a um site local um dos parentes da vítima afirma, “Queremos lembrar á todos, que completa 2 anos  e 6 meses que aconteceu o julgamento dos envolvidos no asssassinato de Joedson Tanan da Silva, que de forma cruel teve sua vida ceifada. Gostaríamos de saber por qual motivo ainda permanecem em liberdade, porque ainda não tiveram suas prisões determinadas ?”

O assassinato: 

Brígida teria encomendado a morte do rapaz para Reinaldo e Joselito. Em troca do serviço ambos receberiam a quantia de R$ 5.000,00 (cinco mil reais). Ele acabou sendo executado na Baixa da Areia em Santa Terezinha, em Alagoinhas, por volta de 1:00 da madrugada.  no momento em que voltava do trabalho, ao desembarcar do ônibus da cervejaria onde prestava serviço. Bocão News

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: