Câmara aprova Projeto dos guardas civis municipais

Matéria trata do plano de carreira e vencimentos da categoria.

A luta dos guarda civis municipais logrou êxito e a Câmara Municipal de Salvador aprovou, por unanimidade, na tarde desta terça-feira (17), o Projeto de Lei nº 151/2022 que trata do Plano de Carreira e Vencimentos da categoria. A sessão ordinária foi conduzida pelo presidente da Casa, vereador Geraldo Júnior (MDB), que ressaltou o entendimento das bancadas de governo, oposição e do partido independente.

O Projeto do Plano de Carreira e Vencimentos da Guarda Civil Municipal foi votado em caráter de urgência urgentíssima, como frisou o presidente Geraldo Júnior, e ganhou emenda da vereadora Ireuda Silva (Republicanos), subscrita por outros parlamentares. A emenda prevê a ocupação da mulher em até 20% dos cargos comissionados.

Mobilizados e presentes na votação, ocupando espaço das galerias do Plenário Cosme de Farias, lideranças dos guardas civis municipais lembraram que acamparam, por 31 dias, na porta da Câmara. A categoria pedia o envio do projeto à Casa.  

Agentes comunitários de saúde e de endemias também ocuparam as galerias e pediram o cumprimento da PEC 120, que trata do piso salarial da categoria.
Com a aprovação do PL nº 151/2022, a Câmara deu exemplo de exercício da democracia, observou o vereador Claudio Tinoco (União).

Para a votação ocorrer, os vereadores apreciaram os sete vetos do Executivo que estavam sobrestando a pauta. Os vetos foram mantidos, com votos contrásrios da bancada de oposição e do partido independente.  

Tribuna Popular

Ainda na sessão ordinária, após a votação do PL nº 151/2022, a Tribuna Popular foi ocupada por representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado da Bahia (STTROBA) e da Associação Geral dos Taxistas (AGT).

Os sindicalistas do STTROBA, Fábio Primo (vice-presidente) e Daniel Mota (diretor de Comunicação) falaram da campanha salarial, pediram reajuste de 15% para a categoria e destacaram a falta de segurança no transporte público.

Já Denis Paim falou das dificuldades dos taxistas. Ele pediu a ajuda da Prefeitura para a categoria continuar atuando nas ruas de Salvador. 

Fonte da notícia: Diretoria de Comunicação

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: