Bruno Reis anuncia reabertura das atividades comerciais a partir de segunda, 05

O prefeito Bruno Reis anunciou na manhã desta quinta-feira,  a reabertura das atividades comerciais na capital baiana já na próxima segunda-feira, 5, após mais de 30 dias fechadas. A divisão da estratégia de retomada, para que a cidade saia da fase roxa, que corresponde ao fechamento total do comércio, foi feita em 3 fases: vermelha, amarela e verde.

Na fase vermelha a abertura vai ser escalonada, com fechamento durante duas vezes na semana, obedecendo ao toque de recolher que volta a ser a partir das 20h. Ainda na fase vermelha, as atividades vão funcionar durante 8 horas. Na fase amarela, ainda sem data definida, a abertura também vai ser escalonada e o toque de recolher passa a ser às 23h. Já na fase verde não vai haver toque de recolher, porém a abertura continua sendo escalonada.

Algumas das atividades que vão poder funcionar todos os dias, com restrições, são: serviços de saúde,  supermercados, panificadoras, delicatessens, conveniências, farmácias e drogarias, açougues, borracharias, academias de ginástica, postos de combustíveis, pontos de vendas de gás de cozinha, hotéis, pousadas, templos religiosos e igrejas.

“Observamos um conjunto de elementos como o tempo de fechamento de cada atividade, empregabilidade de cada setor, bem como a fragilidade de cada segmento”, explicou a secretária da Semdec, Mila Paes.

Bruno destacou que o transporte público foi o fator relevante para o desenvolvimento do plano de retomada.

Sabemos que a saída das pessoas após expedientes de trabalho, causava um pico sobretudo na procura pelo transporte público, que foi o fator fundamental para que a gente decidisse pelo escalonamento das atividades. O sistema do Salvador Card nos ajudou muito nesse processo”, afirmou Bruno Reis.

O prefeito também ressaltou que caso as taxas voltem a subir, as medidas mais duras, como um novo fechamento, podem voltar a vigorar.

“O que não queremos é que isso volte a acontecer. A decisão de reabrir o comércio é justamente pela condição deste ano ser diferente da do ano passado, quando o comércio já vinha aquecido, diferente de 2021 que quando os comerciantes começaram a respirar, veio o nova decisão de fechamento”, relembrou o gestor. Ascom

Deixe uma resposta