Boa Viagem é 26⁰ trecho de orla requalificado pela Prefeitura

Salvador ganha de presente de Natal mais um importante trecho de orla requalificado pela Prefeitura: a da histórica Boa Viagem, na Cidade Baixa. A cerimônia simbólica de entrega foi realizada nesta quinta-feira (24), com as presenças do prefeito ACM Neto e do vice, Bruno Reis, além de gestores municipais e imprensa.

Boa Viagem é 26⁰ trecho de orla requalificado pela Prefeitura – Fotos: Max Haack/Secom

As intervenções contemplam o trecho entre o Largo da Boa Viagem e o Forte de Monte Serrat. As melhorias podem ser vistas em cerca de 600 metros de extensão. 
A poligonal das obras do projeto de requalificação urbanística da Boa Viagem abrange uma área de cerca de 38 mil m², englobando espaços de circulação, lazer e esporte, áreas verde e para comércio, e a faixa litorânea com aproximadamente dez mil metros quadrados. Na região foram executadas ações estruturais nos acessos e espaços de interação entre a praia e a rua que margeia o local.

Boa Viagem é 26⁰ trecho de orla requalificado pela Prefeitura – Fotos: Max Haack/Secom

O investimento é de R$7 milhões, proveniente exclusivamente de recursos municipais. As intervenções foram feitas em uma única etapa, com início em novembro do ano passado.  
“Essa obra ficou lindíssima. Todos estão convidados para conhecer. Valorizamos elementos fortes da nossa história e do nosso patrimônio, a exemplo da Igreja da Nossa Senhora da Boa Viagem e da Galeota Gratidão do Povo. Pedimos também aos moradores e à população em geral que ajude a Prefeitura a cuidar desse espaço requalificado”, disse ACM Neto. 

Fotos: Max Haack/Secom

Projeto – Elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), o projeto da nova orla de Boa Viagem buscou proporcionar uma nova configuração urbano-ambiental à localidade. O campo de futebol situado na praia e utilizado para o lazer da comunidade passou a ter uma adequação da arquibancada, ganhando acesso direto ao campo e à rua. A quadra de esporte, que antes estava em situação precária, também foi revitalizada.

A região passou a ter deque e quiosques com área de mesas. No local, foram feitas valas para a instalação de rede subterrânea de energia elétrica e telecomunicações. Além disso, foram feitos serviços de macrodrenagem no local e todo o pavimento foi requalificado, ganhando piso intertravado, pedra portuguesa e novo asfalto em alguns trechos.

As obras valorizaram o largo homônimo onde está situada a Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem. O local é palco para uma das grandes manifestações culturais de Salvador: a procissão marítima do Bom Jesus dos Navegantes. A praia foi ampliada, passando a funcionar como espaço de estar e como arquibancada para assistir à procissão religiosa, realizada todos os anos no dia 1º de janeiro e que, devido à pandemia, em 2021 será transformada em carreata.

Para a coleta de lixo, além da instalação de lixeiras e papeleiras de pequeno porte, foi colocado um contêiner subterrâneo. Já os canteiros existentes na lateral da igreja foram reconfigurados para criar espaços de convergência que favorecem a permanência das pessoas. Para melhorar o conforto térmico e ambiental, todas as árvores de grande porte foram preservadas e novas espécies foram incorporadas, conforme definido no projeto paisagístico.

Todos os pontos de acesso à praia ganharam rampas e escadas. A requalificação englobou também nova iluminação pública e a colocação de mobiliários urbanos como academias de saúde e equipamentos de lazer.

Histórico – Iniciado em 2013, o projeto de requalificação e urbanização da orla de Salvador já beneficiou 26 trechos em locais como São Tomé de Paripe, Tubarão, Rua Almeida Brandão (Plataforma/Itacaranha), Ribeira (três trechos), Barra (três trechos), Ondina, Rio Vermelho (três trechos), Boca do Rio (dois trechos), Jardim de Alah, Piatã, Itapuã (dois trechos), Farol de Itapuã, Praça Wilson Lins (Pituba), Ponta de Humaitá, Prainha do Lobato e, agora, Boa Viagem.

Outros três trechos passam por requalificação na cidade: Stella Maris, Praia do Flamengo e Ipitanga. São mais de R$ 330 milhões investidos nessas obras de requalificação. Secom

Deixe uma resposta