Banheiros químicos são roubados na capital baiana

A cada seis dias, um banheiro químico é roubado das ruas de Salvador, os dados foram divulgados pela Limpurb (Departamento de Limpeza Urbana) no ano passado. Isso sem contar com os banheiros que são destruídos. Em 2016, 1.211 banheiros foram inutilizados por causa de vandalismo.

Temos locais importantes de Salvador que estão sem banheiros.  A população tem reclamado muito quando precisa fazer uso dos banheiros e não encontra o equipamento.

Segundo a empresa BF Ambientais, que fornece os banheiros para a prefeitura, esse ano já foram 15 banheiros roubados.

Os banheiros são roubados por 2 motivos: ou para serem usados em locais e festas privadas ou para serem vendidos para sucata.

Tem ainda quem roube as tampas dos vasos sanitários para usar em casa ou então roube os canos para utilizar nas obras domésticas.

Em 2016, o prejuízo com a reposição dos banheiros foi de cerca de R$ 350 mil, segundo a Limpurb.

Cada banheiro químico custa, em média, R$ 2 mil. Salvador possui hoje 320 banheiros químicos.

R7 Bahia