Bahia sai na frente, mas fica no empate com o CSA no Rei Pelé

O Bahia saiu na frente no placar, mas acabou ficando no empate em 1 a 1 com o CSA, na noite desta sexta-feira (22), no Rei Pelé, pela terceira rodada da Série B. Luiz Otávio marcou para o Tricolor, enquanto Dalberto deixou tudo igual para o Azulão. Com o resultado, o Tricolor segue na liderança da tabela de classificação com sete pontos, três a mais do que o Operário-PR, que é o segundo e ainda joga no desenrolar da rodada. Já a equipe alagoana chegou aos dois pontos e neste momento ocupa a 14ª posição. O Bahia volta ao gramado na próxima terça (26), às 21h30, para receber a visita do Sampaio Corrêa, na Arena Fonte Nova, pela quarta rodada da Segundona. O JOGO O Bahia começou a partida buscando o ataque desde o início, imprimindo velocidade, principalmente com Vitor Jacaré mostrando apetite e a leveza de Matheus Davó. Com cinco minutos de bola rolando, o Tricolor finalizou quatro vezes. Apesar de ser o dono da casa, o CSA tentava sair do seu campo, mas com lentidão facilitando o trabalho do sistema defensivo do Esquadrão de Aço. O Azulão chegou pela primeira vez aos 12 minutos. Cruzamento para área, Bruno Mezenga ajeitou de peito para Dalberto que bateu rasteiro e a bola balançou as redes do lado de fora da meta de Danilo Fernandes. A resposta do Tricolor veio três minutos depois com Matheus Davó que arriscou de longe e mandou por cima do gol. Luiz Otávio abre o placar O Bahia abriu o placar com Luiz Otávio aos 16 minutos. Jogada ensaiada na cobrança de escanteio, Marco Antônio recebeu pela esquerda, invadiu a área e bateu rasteiro para o gol, no bate e rebate a bola toca em Luiz Otávio e entra lentamente no fundo do gol. CSA 0x1 Bahia Aos 27, o CSA armou boa trama pelo lado esquerdo da defesa do Tricolor. Osvaldo descolou o cruzamento e Bruno Mezenga chegou antes de Danilo Fernandes e tocou, mas mandou por cima da meta do Tricolor. Após o gol, o Bahia diminuiu o ímpeto e o CSA passou a tomar conta do jogo e armar as melhores jogadas. Enquanto o Tricolor não conseguia armar uma boa trama para incomodar Marcelo Carné. O Bahia teve boa chance aos 33 minutos. Daniel recebeu livre, mas finalizou rasteiro e Marcelo Carné fez a defesa com tranquilidade. O técnico Guto Ferreira foi obrigado a fazer uma alteração aos 35 minutos. Rezende saiu machucado para a entrada de Patrick. Aos 39 minutos, Gabriel recebeu na área e finalizou. Danilo Fernandes caiu para a fazer a defesa e evitar o empate dos donos da casa. Porém na queda, o goleiro do Tricolor acabou sentindo o ombro esquerdo e recebeu atendimento médico no campo paralisando a partida. Dalberto empata para o CSA O CSA chegou ao empate aos 43 minutos com Dalberto. Osvaldo fez boa jogada pela esquerda, driblou deixando Jonathan perdido na jogada e fez o cruzamento para área, Dalberto surgiu sem marcação e cabeceou para estufar as redes. CSA 1×1 Bahia Segundo tempo As duas equipes voltaram com as mesmas formações que encerraram a etapa inicial. Com 40 segundos de bola rolando, Bruno Mezenga virou o placar para o CSA. No cruzamento pela intermediária, o camisa 25 mergulhou e tocou de cabeça para o fundo das redes. Mas após revisão no VAR, o lance foi invalidado apontando impedimento do atacante do Azulão. O Bahia respondeu aos seis minutos. Bola recuperada no círculo central e Matheus Davó foi lançado. Ele ganhou da marcação na velocidade e finalizou, mas Marcelo Carné desviou para fora. O Tricolor teve um bom contra-ataque aos 18 minutos articulado por Daniel. O camisa 10 recebeu e finalizou em cima de Marcelo Carné. O Davó ainda aproveitar a sobra, mas não conseguiu bater para o gol. Aos 23 minutos, o árbitro Jefferson Ferreira de Moraes foi chamado para o VAR e rever o lance envolvendo Rildo. O meia do Tricolor invadiu a área, balançou e acabou caindo. Após a revisão, o juiz não assinalou a penalidade máxima e mandou o jogo seguir. O Tricolor tentou com Djalma aos 36. Ele recebeu na intermediária e soltou a bomba, mandando para fora, mas perto da meta de Marcelo Carné. O Bahia fez o segundo gol com Patrick aos 40 minutos. Lançamento para Davó que estava voltando. Ele dominou na linha de fundo e tocou para trás. Patrick recebeu driblou a marcação e estufou as redes. Mas a arbitragem assinalou impedimento de Davó e anulou o tento. Aos 47 minutos, o lateral André acertou com o braço o rosto de Lucas Barcelos numa disputa de bola. O árbitro Jefferson Ferreira de Moraes mostrou o cartão vermelho direto para o jovem atleta do Tricolor. FICHA TÉCNICA CSA 1×1 Bahia Série B – 3ª rodada Local: Rei Pelé, em Maceió Data: 22/04/2022 (sexta-feira) Horário: 19h Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO) Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Tiago Gomes da Silva (ambos de GO) VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN) Cartões amarelos: Bruno Mezenga, Gabriel (CSA) / Rezende, Marco Antônio, Patrick (Bahia) Cartão vermelho: André (Bahia) Gols: Dalberto (CSA) / Luiz Otávio (Bahia) CSA: Marcelo Carné; Cedric, Lucão, Wellington (Werley) e Ernandes; Geovane (Lucas Barcelos), Lourenço e Gabriel; Osvaldo (William), Dalberto (Sassá) e Bruno Mezenga. Técnico: Mozart. Bahia: Danilo Fernandes; Jonathan (André), Didi, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Emerson Santos (Falcão), Rezende (Patrick) e Daniel (Rildo); Vitor Jacaré (Djalma), Marco Antônio e Matheus Davó. Técnico: Guto Ferreira.Bahia Noticias

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: