BrasilEsporte

Auxiliar do Fluminense lamenta falta de precisão do ataque em derrota para o Bahia

O auxiliar técnico do Fluminense, Eduardo Barros, lamentou a derrota para o Bahia na última terça-feira (31), na Arena Fonte Nova, pelo Brasileirão. Após o jogo, o comandante que substituiu o suspenso Fernando Diniz destacou a falta de precisão do time nas finalizações como fator diferencial para o resultado. "Faltaram mais precisões nas ocasiões reais de gols que nós tivemos. Tivemos finalizações na trave, chegadas em situações de bola parada, cruzamentos e tivemos também situações de enfrentamento com o goleiro que infelizmente a gente não foi competente suficiente pra colocar a bola dentro do gol", disse. Barros também destacou a quantidade de chances criadas e superioridade ao Bahia nos quesitos ofensivos. "A questão foi de precisão nas finalizações. Nós tivemos mais finalizações, mais finalizações certas, mais cruzamentos e não fomos competentes pra transformar essas situações que nós tivemos em gols. Se tivesse faltado entrosamento, nós não teríamos nem criados as alternativas e nós criamos do início até o final", pontuou. O entrosamento dentro de campo foi valorizado pelo técnico. "A equipe tem uma característica de treinar repetidamente situações como as que aconteceram hoje. Como jogadores fora da sua posição de origem, como o Felipe. Com jogadores saindo de sua posição, o Giovanni começando do lado esquerdo e atravessando do lado direito, o Léo Fernandez fazendo a mesma coisa. Entrosamento do jogo, não tem. Mas é uma equipe que tem pelo menos meia temporada juntos e os jogadores da base treinam conosco rotineiramente", explicou. O Fluminense agora se prepara para a grande final da Libertadores. No próximo sábado (4), às 17h, no Maracanã, o Tricolor das Laranjeiras busca a "glória eterna" contra o Boca Juniors.Bahia Noticias

Deixe um comentário