Assassino do Facebook encontrado morto num carro

Steven Stephens, o homicida norte-americano que matou uma pessoa ao vivo no Facebook, foi encontrado sem vida dentro de um automóvel. Ter-se-á matado durante uma perseguição policial.

Steve Stephens, o homem suspeito de ter morto um idoso em direito no Facebook, foi encontrado sem vida dentro de um veículo, confirmou a polícia do estado da Pensilvânia.

Ter-se-á suicidado com arma de fogo na manhã de terça-feira em Erie County depois de uma perseguição policial levada a cabo pelo FBI e pela Agência de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos dos Estados Unidos.

Steve Stephens, chamado de “assassino do Facebook” após ter morto um homem num vídeo em direto onde afirma ter morto outras treze pessoas, tem 37 anos e tirou a vida a Robert Godwin, de 74 anos, numa rua de Ohio. Não tinha antecedentes criminais.

Assassino do Facebook encontrado morto num carro

Há dois dias que a polícia norte-americana procurava por Stevie Steve (nome que tinha no Facebook), funcionário de uma instituição de saúde mental para crianças, adolescentes e respetivas famílias.

A 16 de abril, a Divisão Policial de Cleveland confirmou estar a investigar um homicídio na 635 East 93rd Street em Ohio porque “o suspeito divulgou o assassinato no Facebook Live e alegou ter cometido vários outros homicídios” que não foram confirmados até agora.

Steve Stephens foi considerado “armado e perigoso” e a polícia pediu “alerta máximo” às populações da Pensilvânia,

Fonte: observador.pt