Aloysio Nunes nega que irá para a vaga de Serra no Itamaraty

Na lista de possíveis substitutos do senador José Serra (PSDB-SP) no Ministério das Relações Exteriores, o líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP), afirmou nesta quinta-feira, 23, que não pretende deixar o mandato. “Não teve sondagem, nem haverá, podem ficar tranquilos. Gosto do trabalho que estou fazendo. Sou parlamentar por excelência”, afirmou o tucano à reportagem.

Segundo ele, o principal motivo da saída de Serra foram “de fato” os problemas relacionados à coluna. “A cirurgia foi exitosa do ponto de vista ortopédico, mas do ponto de vista funcional ele precisa se poupar”, disse Nunes.

Na noite desta quarta-feira, 22, Serra pediu demissão do Itamaraty e deixou o governo Michel Temer. Integrantes da cúpula do PSDB viram a iniciativa com “surpresa”. “O Serra entrou em contato no meio da tarde para saber se eu estava em Brasília, mas disse que já estava voltando para São Paulo. Não disse o que seria. Depois veio a carta (com pedido de exoneração). Foi uma algo inesperado”, afirmou o senador José Aníbal (PSDB-SP), suplente de Serra.

Serra estava no comando do Ministério desde o dia 12 de maio, quando Dilma Rousseff foi afastada durante o processo de impeachment, que levou à sua cassação, e Temer nomeou os novos titulares dos ministérios.

Notícias ao Minuto