Aliado de Bolsonaro, senador Marcos Rogério vai migrar para o PL

Em seu primeiro mandato, parlamentar tem a pretensão de se lançar ao governo de Rondônia.

Integrante da “tropa de choque” do governo Jair Bolsonaro na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, o senador Marcos Rogério (RO) vai migrar do Democratas para o PL, partido no qual o presidente desembarcou visando a reeleição.

De acordo com o site O Antagonista, a filiação foi confirmada pela assessoria de comunicação do parlamentar rondoniense. Ainda não há definição de data para a troca de partido.

Com a mudança, o PL passará a ter seis senadores, enquanto a bancada do DEM recuará para cinco.

Em seu primeiro mandato no Senado Federal, Rogério tem a pretensão de se lançar ao governo de Rondônia com o apoio de Bolsonaro nas eleições de 2022.

O senador também é um dos cotados para assumir a liderança do governo no Senado, após a saída, anunciada nesta quarta-feira (15), de Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). A Tarde

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: