AL-BA: Samuel Jr. mantém candidatura e pede “reciprocidade” ao PP

O deputado estadual e candidato à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) Samuel Jr. (PDT) afirmou ao BNews que espera reciprocidade do PP ao apoio da bancada pedetista à eleição de Nelson Leal (PP) para presidência em 2019. Segundo ele, as legendas sempre estiveram juntas na Assembleia durante o mandato do pepista, atual presidente.

“Somos parceiros, sempre estivemos juntos, PP, PDT e PCdoB, nós viabilizamos Leal […]  A candidatura dele é legítima até porque hoje o PP tem dez deputados. Como eles bateram na nossa porta para candidatura de Nelson, seria bom ter essa reciprocidade”.

Samuel Jr. sugeriu que sua candidatura pode ser uma saída para superar o acordo feito com o governador Rui Costa (PT) para que Adolfo Menezes (PSD) seja o sucessor de Leal na presidência. O PP, contudo, não tem intenção em manter o pacto e oficializou neste sábado (19) a candidatura do deputado estadual Niltinho

“A gente pode ser uma solução para esse imbróglio, terão as conversas para que o PP retire a candidatura até porque se existe o acordo que era para o PP não ocupar a presidência. Nós podemos ser a solução”, destacou Samuel Jr.

O partido espera, o secretário-geral Jabes Ribeiro, a isenção de Rui Costa na disputa. “Consideramos que é importante preservar a assembleia. Achamos que a assembleia com o PP mantém o equilíbrio com o ‘tripé’ [PP,PSD,PT]”, complementou Ribeiro.

O líder do governo na AL-BA, o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), afirmou que a decisão pepista em colocar candidatura causa “estranheza” ao romper diretamente o acordo feito por Rui. 

“O governador foi muito claro, não tem nada contra Leal ou qualquer outro deputado, o governador apenas ficou preso a um acordo que quatro parlamentares procuraram o governador”, declarou. Bocão

Deixe uma resposta