Adolescente encontrada morta amarrada em árvore foi estrangulada, aponta laudo

Menor de 15 anos confessou ter participado do crime.

Durante as investigações, a Polícia Civil solicitou a internação do menor de 15 anos após o mesmo ter confirmado, em depoimento, ter participado da morte de Kemili. Na última sexta-feira (12), a juíza Jadna Pacheco dos Santos Pinter, da Comarca de Campo Belo do Sul, determinou pela Justiça a internação provisória do infrator. 

De acordo com o delegado do caso, Thiago Gomez, testemunhas relataram ter visto o garoto com a vítima momentos antes do desaparecimento. Para a polícia, a principal linha de investigação é de que o rapaz não agiu sozinho e que teve a ajuda de pelo menos um adulto.  

“Nós já descobrimos o envolvimento de um maior de idade na morte de Ana Kemilli, afirma o delegado. 

Seguindo medidas estabelecidas no Estatuto da Criança e do Adolescente para casos onde não há sentença, o prazo de internação provisório inicial pode ser determinado pelo prazo máximo de 45 dias.

Deixe uma resposta