Acusado pode ter enterrado Dara ainda viva em Itapuã, diz delegada

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Fernando contou em depoimento que a abordou por volta de 23h30 em uma rua escura de Itapuã.

A delegada Marta Karine, coordenadora da 1ª Delegacia de Homicídio (DH/Atlântico) e responsável pelas investigações da morte de Dara dos Santos Cavalcante, disse que ela pode ter sido enterrada viva por Fernando Gabriel Souza dos Santos.

Fernando contou em depoimento que a abordou por volta de 23h30 em uma rua escura de Itapuã. Quando os dois passaram por um local ainda menos iluminado, ele a agarrou.

“Depois disso, ele apertou o pescoço dela e a Dara desmaiou”, disse a delegada. Ele ainda teria dito em depoimento que enterrou a atendente de farmácia nas dunas por acreditar que ela estava morta.

“Ele a deixou caída na rua e subiu as dunas cavou a areia, retornou e carregou ela é a enterrou. Jogou a areia com a própria mão. No dia seguinte, ele pediu uma pá a uma vizinha e submergiu o corpo dela com mais areia e foi embora”, falou. Varela

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×