Preso nesta terça, ex-gerente da Transpetro tinha ‘contato’ com Luiz Caetano e Rosemberg Pinto

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

O ex-gerente da Transpetro Jose Antonio de Jesus, preso na manha desta terça-feira em sua casa, na cidade de Camaçari, dentro da 47ª fase da Lava Jato, teria, segundo fontes do BNews, ‘contato’ com o ex-prefeito de Camaçari e atual deputado federal, Luiz Caetano, além do deputado estadual Rosemberg Pinto, ambos do PT.

A fonte ressalva, no entanto, que não sabe se a relação extrapolava a ‘política da boa vizinhança’. O BNews tentou contato dos os dois parlamentares, mas não obteve sucesso.

De acordo com investigação da Polícia Federal, o ex-gerente e seus familiares e intermediários são suspeitos de operacionalizarem o recebimento de R$ 7 milhões de propinas pagas por empresa de engenharia, entre setembro de 2009 e março de 2014.

As investigações apontam que o ex-gerente recebeu suborno para favorecer empresas em contratos com a Transpetro. O valor, segundo a denúncia, era pago em benefício do Partido dos Trabalhadores.

BNews também tentou contato com o presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, mas não teve suas ligações atendidas.

Ainda de acordo com fontes do site, as denuncias não atingem o governador Rui Costa. Ele ressalta que 2014 o PT baiano não teve relação com Antônio de jesus e nem dele recebeu doação de campanha.

Em delação premiada, um colaborador da NM Engenharia, Luiz Maramaldo, afirmou que o ex-gerente da Transpetro “vinha da área sindical do PT e que seria uma pessoa ligada a Jaques Wagner”, ex-governador da Bahia e atual secretário de Desenvolvimento Econômico.

Em tempo: Luiz Caetano e Jaques Wagner têm ligação política. Bocão

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×