Presidente promulga leis dando “status” de utilidade pública a três instituições

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×
“Esse título tem uma importância muito grande. Foram anos tentando conseguir esse papel, batendo na porta de políticos e sempre levando ‘não’ como resposta. No nosso primeiro pedido de apoio ao Instituto Assembleia de Carinho já ouvimos um ‘sim’, com todo carinho do mundo.  Agora poderemos ajudar muito mais pessoas”. As palavras de Terezinha Gomes Tavares, representante da Associação Beneficente Boiadeiro Menino, mais conhecida como ‘A Voz do Subúrbio’ – uma das três instituições que receberam os títulos de utilidade pública promulgados pelo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Angelo Coronel (PSD) – traduziram a emoção de todos que estiveram no evento, realizado na sede do Instituto Assembleia de Carinho. A instituição, que há 10 anos atua em favor da população do subúrbio de Salvador, realiza diversos trabalhos culturais e campanhas em prol do Hospital Aristides Maltez.
O Abrigo São Gabriel, que cuida de idosos carentes e em situação de abandono familiar, na Cidade Baixa, também foi beneficiado com a promulgação das leis 13.839 e 13.842, ambas a partir de projetos do chefe do Legislativo. “É disso que nós precisamos, homens públicos de coração bondoso, num mundo de tantos escândalos, Deus nos envia anjos, Coronel. Só assim, podemos exercer o nosso trabalho e fazer com que pessoas que precisem de nós tenham qualidade de vida”, descreveu Irmão Gabriel.
A Associação HTLVida, um grupo de apoio aos portadores do vírus HTLV, foi a terceira entidade contemplada com o título de utilidade pública, a partir da lei 13.890, proveniente de um PL do deputado José de Arimateia (PRB). HTLV é uma sigla em inglês que representa o Vírus Linfantrópico de Células Humanas, que infecta as células de defesa do organismo, provocando doenças degenerativas graves em seus portadores.
Adijeane Oliveira, portadora do vírus, explicou emocionada o que o certificado representa para a entidade. “A gente tem uma dificuldade enorme para se locomover, portanto estar aqui pedindo esse título, foi uma luta. A gente tem que agradecer a todos, desde quem atende o telefone até os parlamentares. Nossa associação tem mais de 200 pessoas e no Brasil são cerca de 2,5 milhões de portadores de HTLV que não tem sua voz ouvida. Esse título é muito importante e vai ajudar a diminuir as dificuldades que a gente passa. Muito obrigada mesmo”.
DIREITO
O título de utilidade pública garante o direito às entidades sem fins lucrativos, de firmarem convênios com o poder público, ampliando assim, a capacidade de atuação das instituições. Participaram do ato, as deputadas Ângela Sousa e Ivana Bastos (PSD) e os petistas Zé Neto, Maria del Carmen, Luiza Maia e Fátima Nunes.
“Tão pouco para um deputado aprovar uma lei de utilidade pública e tanto que isso significa para vocês. A vocês que recebem esse título eu peço desculpas por não termos feito isso antes. Cada dia nesta Casa a gente tem aprendido um pouco mais, a partir da gestão de Coronel. Há um ano, a Assembleia de Carinho chegou aqui e tem demonstrado a nós deputados que podemos ser mais humanos, mais solidários”, disse Ivana Bastos.
O presidente Coronel pontuou o principal motivo da criação do Assembleia de Carinho. “Temos que pensar no próximo porque o mundo está muito frio, gélido e precisando evidentemente que todos se abracem para que possamos viver dias melhores. Pois Aquele que nos criou com certeza haverá de agraciar os que vivem em prol dos irmãos, já os frios espero que um dia o sol aqueça seus corações e se associem aos que só querem o bem”, desejou.
HOMENAGEM
Coordenadora do Instituto Assembleia de Carinho, Eleusa Coronel foi homenageada pelos representantes da ‘Voz do Subúrbio’ com flores e muita música. Emocionada, ela agradeceu a surpresa. “Não tem como a gente não ficar sensível à emoção e ao carinho de vocês. Agradeço a todos porque muitas dessas atitudes que transformam a gente simplesmente vai fazendo sem planejar”, relatou.
“Agradeço primeiro a Coronel, por atender a todos os nossos pedidos e a todos os deputados por comungarem das nossas ações. Agradeço também a cada servidor, que incorporou junto com a gente esse sentimento de fazer o bem. A gente sente que cada vez mais a sociedade vem se envolvendo com as nossas iniciativas. Afinal de contas, se a gente gosta de gente, temos mais é que fazer o bem pelas pessoas”, concluiu Eleusa.
Coronel encerrou o evento ressaltando a importância de exercer a solidariedade e reafirmou que o Assembleia de Carinho continuará atuante, promovendo o social na ALBA. “Agradeço a todos vocês. Eleusa é a capitã desse projeto, mas essa bancada feminina, que é muito importante na ALBA, além das esposas dos deputados, participam ativamente desse instituto, que nem está legalmente constituído, mas para mim o maior CNPJ é a vontade de servir, que já está registrada no coração do povo da Bahia”, afirmou. Agência Alba
0 Flares Facebook 0 0 Flares ×