Policial baleado foi vítima do tráfico que domina Águas Claras, diz sindicato

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sindpoc) afirmou em nota enviada ao Informe Baiano que o investigador Manualdo Caldas e os seus parentes que encontravam-se em um bar, no bairro de Águas Claras, em Salvador, neste sábado (12/10), foram vítimas de disparos efetuados por traficantes de drogas, que dominam a região. A família estava em um momento de confraternização. Ainda segundo o Sindpoc, o sobrinho do servidor havia tido um desentendimento com bandidos.

“O colega que estava em um momento de lazer com sua família foi vítima de uma violência ocasionada pela própria natureza do trabalho policial que consiste em combater à criminalidade e o tráfico de drogas. O mesmo policial que combate o crime, é o mesmo que é vítima dele”, lamenta o presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes.

O policial foi baleado na região do abdômen, passou por cirurgia e encontra-se internado no Hospital do Subúrbio. Além do servidor, os disparos atingiram o filho e o sobrinho que estão internados no Hospital Eládio Lasserre, no bairro de Cajazeiras. Duas mulheres que acompanhavam o investigador não resistiriam aos ferimentos e morreram. Informe baiano

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×