Nigéria oficializa a lei de mutilação genital feminina

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Em decisão histórica, o presidente Goodluck Jonathan aprovou a criminalização da mutilação genital feminina na Nigéria. Apesar da questão dividir opiniões, a lei federal representa uma mudança de postura do país da África Ocidental.

Segundo o site Hypeness, a medida também prevê punição aos homens que abandonarem suas mulheres e filhos, o que vai contribuir para a diminuição da mutilação.

A ONU revelou em 2014 que o ato gera infertilidade, perda do prazer sexual, além de oferecer risco de morte causado por possíveis infecções.

De acordo com os dados levantados por entidades de defesa dos direitos humanos, a mutilação feminina atingiu 25% das mulheres nigerianas entre 15 e 49 anos.

Em entrevista ao “The Guardian”, a diretora do núcleo de Gênero, Violência e Direitos do Centro de Pesquisas da Mulher, Stella Mukasa, declarou que a lei representa um avanço para os direitos das mulheres.

“É crucial que continuemos com os esforços de mudanças de visões culturais que permitem a violência contra a mulher. Só assim esta prática agressiva terá um fim”, argumentou.

BAHIA NOTÍCIAS

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×