Motoristas e cobradores do Rio decidem aderir à ‘Greve Geral’

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×
Sindicato decidiu, em assembleia, aderir à paralisação do dia 28.

Rio – O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro (Sintraturb RJ) decidiu, em assembleia realizada nesta segunda-feira, aderir à paralisação nacional do dia 28 de abril, movimento de protesto à Reforma da Previdência.

Segundo Sebastião José, presidente do sindicato, o movimento será feito dentro das normas da lei e contará com muita adesão dos trabalhadores:

“Os profissionais da categoria chegaram ‘com a faca nos dentes’, o sentimento é de extrema revolta contra a escravidão que é imposta”, disse.

Segundo eles, as mudanças nas regras da Previdência devem afetar profundamente os trabalhadores deste setor.

A assembleia decidiu ainda tentar negociar o reajuste salarial de 2017 com as empresas de ônibus.

6586080e333f0033c83eb630def916fa

O sindicato defende que as negociações devem ser abertas apesar do bloqueio da tarifa decidito pela Prefeitura:

“No dia 28, nos reuniremos às 8h30 na porta da prefeitura da cidade para entregar ao prefeito um encaminhamento de um aditivo.

Pedimos que seja baixado um decreto proibindo a terceirização no setor de transporte coletivo da cidade.

O mesmo aditivo será encaminha para os representantes das empresas de ônibus.

Se as tarifas não são reajustadas, isso é um problema entre as empresas e a prefeitura. Não temos nada com isso”, declarou Sebastião José.

Screenshot_3

Fonte: O Dia

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×