Lesão na final foi pior momento da carreira, diz Salah

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Mohamed Salah era a grande esperança do Liverpool na final da Liga dos Campeões da Europa 2017/2018 contra o Real Madrid. No entanto, o egípcio foi substituído ainda no primeiro tempo, após levar a pior em uma dividida com Sergio Ramos.

O Real acabou vencendo o jogo por 3 a 1 e ficando com o título. Salah chegou ver sua participação na Copa do Mundo em risco, mas a recuperação do ombro lesionado na dividida tem deixado confiante o técnico do Egito, Hector Cúper, que deverá escalá-lo já desde a primeira rodada.

A final da Liga dos Campeões, no entanto, ainda é uma cicatriz aberta em Salah. “Deixar a final foi o pior momento de minha carreira”, disse o atacante de 25 anos, em entrevista que será publicada neste sábado pelo jornal esportivo espanhol Marca. “Cheguei a pensar que perderia a Copa do Mundo. Foi devastador”, completou.

A Copa de 2018 será apenas a terceira da seleção egípcia, que foi aos Mundiais de 1934 e 1990. Para Salah, principal nome da equipe que encerrou um jejum de 28 de seu país no torneio, a classificação nas eliminatórias africanas é uma realização.

“Para nós, classificar para a Copa do Mundo é quase como para a Espanha ganhar o título”, comparou.

A Espanha, por sinal, pode ser uma adversária do Egito nas oitavas de final da Copa 2018. Os egípcios estão no Grupo A, ao lado de Rússia, Uruguai e Arábia Saudita, enquanto os espanhóis estão no Grupo B, jogando contra Portugal, Irã e Marrocos. As oitavas de final terão dois jogos resultados dos cruzamentos dos classificados das duas chaves.

“(Jogar) contra a Espanha nas oitavas? Tomara”, diz Salah, torcendo por uma classificação de seu país à segunda fase e elogiando um possível rival. “Diego (Costa) me encanta. É top como pessoa e como jogador”, afirmou.

Noticias ao Minuto

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×