Inglês para viagem: 5 motivos para você estudar e viajar sem medo

1. O idioma pode salvar você, não importa o destino

Mais de 80 destinos ao redor do planeta tem o inglês como idioma, seja o principal ou não. Entre nativos e aqueles que o adotam como segunda língua, cerca de 1,5 bilhão de pessoas falam inglês, o que equivale a 20% da população mundial.

Significa que, se você viajar para a Irlanda, Porto Rico, Quênia ou Paquistão, pode se comunicar com tranquilidade caso domine a língua inglesa. Imagine a diferença que isso faz para se deslocar, se alimentar, entender a cultura local e evitar gafes e ciladas.

Não resta dúvidas de que o inglês abre portas.

2. Para conseguir sair do aeroporto

Comprar uma passagem e aterrissar em um país diferente é só o começo da viagem. Afinal, ultrapassar as portas do aeroporto local exige conversar com os agentes em solo, encontrar sua bagagem e até chamar um táxi.

Você deve dominar ao menos o básico da língua inglesa para isso. Ou como vai perguntar onde fica o banheiro? E a esteira com as malas, para que lado fica? Se você faz gestos e a outra pessoa responde “On the left”, o que isso significa?

Perceba com exemplos simples como a sua passagem pelo aeroporto fica facilitada quando a comunicação básica está ao seu alcance.

Where is the bus stop?” e “Where can I get the taxi?” também são frases comuns para aqueles que estão chegando em um novo país. Elas permitem a você tomar um ônibus ou táxi, respectivamente.

3. Para chegar e se estabelecer em um hotel

Em qualquer estabelecimento comercial, o roteiro inicial tende a se repetir: um atendente pergunta “Can I help you?” e você responde “Yes”, aceitando a ajuda.

O próximo passo em um hotel, então, é informar que você possui uma reserva e entregar o voucher e um documento pessoal. Para isso, basta dizer “I have a reservation”.

Parece simples? De fato, é. Mas as coisas podem se complicar conforme a complexidade do diálogo se acentua.

O ponto-chave é compreender todas as orientações do check-in. Elas abrangem as regras do hotel com relação a horários, restrições, café da manhã, estacionamento e outras.

Além disso, se chegar ao quarto e ele estiver ligeiramente diferente da reserva (com duas camas de solteiro em vez de uma de casal, por exemplo), o que você deve falar ao contatar a recepção? Perceba, mais uma vez, como é importante estudar inglês para viagem.

4. Para aproveitar a gastronomia local

No restaurante, a sua experiência com a culinária local pode virar um desastre se não souber se comunicar em inglês. O perigo mora no cardápio, com nomes estranhos e receitas cujos ingredientes você desconhece.

É fundamental saber perguntar e tirar as suas dúvidas. Se o menu não trouxer preços, por exemplo, você deve questionar valores com uma frase que sempre começa por “How much…?”. Para quem possui restrições alimentares, então, falar inglês é uma questão de saúde.

5. Para fazer compras e garantir lembranças da viagem

Ainda que sua viagem seja para negócios, como sair de um novo país sem uma lembrancinha, não é mesmo? Nessa hora, o  “How much…?” será bastante usado novamente, mas não apenas ele.

Imagine que você precise perguntar se há um modelo de roupa de determinada cor ou tamanho. E onde fica o provador (changing room)? Será que a loja aceita cartão de crédito?

Embora algumas situações se resolvam com gestos, se comunicar no idioma do país revela respeito e empatia, o que agrega valor às suas experiências.

Embarque na viagem.

Deixe uma resposta