Gripe felina

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Você provavelmente já ouviu falar que os bichinhos ficam doentes assim como as pessoas, já que podem contrair uma série de doenças. Isso é verdade: os animais de estimação podem ter praticamente todos os tipos de doença.

Por maior que seja o cuidado com o pet, pode ser que ele fique adoentado, seja por causa de mudanças climáticas, correntes de vento muito fortes ou problemas alimentares. Uma das doenças que pode acometer o seu gatinho é a gripe.

gripe felina apresenta algumas características similares à apresentada por humanos. Com alguns cuidados simples, é possível evitar que a doença evolua e se torne muito perigosa ao gatinho, que pode até mesmo vir à óbito caso não seja tratado adequadamente.

Antes disso, porém, é necessário entender um pouco mais sobre a gripe em gatos, como ela é transmitida e como se manifesta nos bichanos.

O Que é a Gripe Felina?

A gripe em gatos também é conhecida sob outros nomes, como CRVF (Complexo Respiratório Viral Felino) ou como um nome mais técnico, de Rinotraqueíte Felina.

gripe felina é uma doença que geralmente é causada devido a vírus e bactérias. É mais comum que os felinos a contraiam em épocas frias, como no inverno e no outono.

Porém, o verão, com suas mudanças climáticas muito rápidas, também pode trazer essa doença, já que os problemas respiratórios no tempo seco são bastante comuns nos gatos.

A forma mais comum de se contrair essa enfermidade é através do contato com outros gatos que já estejam gripados. A transmissão geralmente se dá através de espirros de gatos já doentes, que podem transmitir o Herpesvirus ou o Calicivirus.

Existem também outros meios de transmissão dessa doença, como determinadas bactérias, fungos e até mesmo alergias. Por isso, todo cuidado é pouco quando se deseja evitar a gripe felina.

É importante ressaltar que alguns fatos contraem essa doença, não a manifestam e mesmo assim podem transmití-la a outros gatos. As chances de contração são maiores por parte de gatos idosos e também de felinos muito jovens.

A melhor forma de prevenir a gripe felina é através da aplicação de vacinas para filhotes, que são muito importantes para aumentar a expectativa de vida dos gatos. Porém, mesmo que eles adoeçam, é possível tratar essa condição.

Como Saber Que o Gatinho Está Gripado?

A saúde animal é bastante parecida com a dos humanos. Logo, não poderia deixar de ser diferente: os sintomas de pessoas doentes são praticamente idênticos aos de felinos gripados.

Logo, é possível chegar a essa constatação ao identificar os seguintes sintomas:

  • Espirros constantes;
  • Febre alta:
  • Nariz escorrendo.

Porém, a gripe felina não para por aí. Os gatos apresentam alguns sintomas que geralmente não são vistos nos seres humanos e, por isso, podem deixar seus donos confusos.

Os olhos do animal ficam bastante avermelhados e inchados, de modo similar ao que acontece com uma pessoa com conjuntivite. A boca também fica machucada e, muitas vezes, os felinos gripados babam, mas esse não é um.sintoma de raiva, e sim da própria gripe.

Por fim, o sistema respiratório dos bichanos também é bastante afetado, o que constitui uma das principais diferenças entre a gripe humana e a felina. Eles passam a respirar com mais dificuldade e ficam cansados mais facilmente.

Os hábitos alimentares também podem mudar durante a gripe felina, já que é possível que os bichinhos sintam dor para engolir a comida e beber água.

Como Cuidar de um Gato Gripado?

Existem alguns cuidados domésticos que podem ser tomados para que a saúde do bichano melhore e ele não sofra tanto assim com a gripe. Alguns deles são os seguintes:

  • Não brincar ou mexer muito com o gato, já que ele estará bastante cansado e seu organismo precisa de toda a energia para que ele se restabeleça o quanto antes;
  • Sempre manter água fresca por perto, para que eles possam se hidratar bem e tenham os efeitos da gripe amenizados;
  • Mantê-los aquecidos com cobertores, casinhas e em ambientes sem corrente de ar direta, o que pode ser prejudicial a eles;
  • Limpe o nariz e os olhos do felino com o auxílio de gazes umedecidas em soro caseiro (água, sal e açúcar), já que eles não conseguem limpar essas áreas do corpo sozinhos;
  • Umedeça a ração com algum molho sem muitos condimentos ou até mesmo com água ou, se for o caso, triture a ração, para facilitar a deglutição do alimento e dar ao felino as condições para que ele se alimente.

Esses são alguns cuidados que podem ser feitos com maior urgência e que não demandam nada de muito especial ou muito caro: todo mundo pode fazer em casa para que o bichano possa se recuperar da gripe felina.

Porém, os cuidados têm um caráter mais imediato. Assim que possível, deve ser procurado um veterinário, que fará uma avaliação do animal e solicitará a realização de alguns exames, caso necessário, para ajudar no diagnóstico.

É bom ressaltar que nenhum tipo de medicamento para humanos deve ser administrado aos gatos. Pode até ser um impulso querer dar um remédio para gripe, mas isso não pode ser feito de modo algum, já que a concentração desses remédios é pensada para pessoas, não para animais.

Caso seja necessário, o veterinário receitará medicamentos especiais para gatos, de modo que eles possam ser curados da gripe de uma vez por todas.

Em resumo: preste bastante atenção no comportamento de seu gato. Se ele apresentar sintomas de gripe felina, não se desespere: adote os cuidados domésticos recomendados e procure por um veterinário rapidamente para que seu bichinho supere essa doença chata e volte a brincar normalmente!

Vet Quality

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×