Gravação da Globo acaba em confusão e Rodrigo Lombardi perde a paciência

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

‘Parabéns, produção! Honrando o nome da TV Globo!’, disparou o ator nos bastidores.

A produção da série “Carcereiros”,  dirigida por José Eduardo Belmonte, coproduzida pela Gullane Filmes e baseada no livro homônimo lançado por Drauzio Varella em 2012, se meteu em uma grande encrenca durante uma gravação. A equipe esteve na Rua Cecília da Silva, da Freguesia do Ó, na zona norte de São Paulo, para filmar uma cena. A sequência era a seguinte: Jonathan Haagensen, que faz o bandido Baiano na história, estava sendo perseguido pelo Carcereiro, personagem de Rodrigo Lombardi. Jonathan então tinha que pular o muro de uma casa. Depois que o ator pulou, a equipe foi surpreendida pela chegada do proprietário do imóvel, que não havia autorizado a gravação. Irritado, o dono da casa vociferava:

“O que é isso? Que invasão é essa? Não caiu dinheiro na minha conta! Eu não assinei contrato e vocês não têm autorização para gravar aqui!”. Rodrigo Lombardi ficou extremamente irritado com a produção e começou a bater palmas ironicamente. Ele repetia: “Parabéns, produção! Honrando o nome da TV Globo!”. As gravações terminaram naquele momento e o dono da casa, que estava alugada, não deixou sequer que a produção retirasse o material que já havia sido colocado dentro do quintal do imóvel. O equipamento só foi retirado no dia seguinte. A cena foi abortada e trocada por uma sequencia de perseguição apenas na rua. A parte em que Baiano pula o muro não vai mais ao ar.

A coluna procurou a TV Globo, que emitiu a seguinte nota: “Houve sim prévio contrato de locação com o proprietário da casa. Mas ele não havia identificado em sua conta bancária o depósito do valor acordado e, por isso, houve esse mal entendido no dia da gravação. Foi uma surpresa também para a equipe de produção que, na mesma hora, comprovou o depósito. Depois de tudo esclarecido, a gravação seguiu normalmente”. O Dia

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×