General diz que não há o ‘risco’ de Forças Armadas errarem em ação

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

O contingente de 1.200 homens foi chamado de “pequeno” pelo secretário de Segurança Pública.

Neste domingo (27), o secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto dos Santos Cruz afirmou que não há o mínimo risco de as Forças Armadas cometerem erros na operação que visa desmobilizar os caminhoneiros em todo o Brasil. A greve dos trabalhadores entrou no sétimo dia de acarretou em diversos problemas de abastecimento no país.

O contingente de 1.200 homens das Forças Armadas ordenado por Temer para desobstruir as rodovias, foi chamado de “pequeno” pelo general. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), até a noite deste sábado ainda haviam 554 trechos bloqueados.

Além dos dois encontros neste sábado (26), uma reunião acontece na manhã deste domingo (27), com a presença do presidente da República: será a primeira participação do general, que estava na Coreia do Sul, de acordo com a Folha de S.Paulo.O general disse não haver “o mínimo risco de cometer qualquer erro” ou algo “condenável”, e se pronunciou sobre a greve dos petroleiros anunciada para a próxima quarta-feira (30).

Sobre o anúncio da paralisação dos petroleiros na próxima quarta-feira (30), Santos Cruz afirmou que é preciso ter “muito cuidado” com os possíveis “interesses partidários” envolvidos na questão. “Tem que eliminar os interesses partidários e deixar somente os interesses profissionais”, ressaltou. bahia.ba

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×