Flamengo leva gol da Chapecoense no fim e perde invencibilidade no Brasileirão

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

A decisão de poupar jogadores para enfrentar o Emelec, na próxima quarta-feira, pela Libertadores, teve um preço. E não foi nada barato, pelo menos no Campeonato Brasileiro. Contra uma limitada Chapecoense, o Flamengo demorou demais para fazer jus à sua superioridade técnica. Quando decidiu buscar a vitória, sofreu um gol aos 45 minutos e acabou derrotado por 3 a 2.

O resultado não tirou a liderança da equipe treinada por Maurício Barbieri. Com os mesmos 10 pontos do começo da rodada, viu Corinthians e Atlético Mineiro encostarem com a mesma pontuação, mas ainda atrás do time rubro-negro nos critérios de desempate.

— Sabíamos que seria um jogo difícil, mas estamos infelizes com o resultado — comentou o atacante Paolo Guerrero. — Fomos superiores nessa partida, mas demos mole e não vencemos. Teremos um jogo importante na quarta-feira que precisamos vencer.

O peruano marcou o primeiro gol do Flamengo, de cabeça, beneficiado por uma falha de Jandrei, goleiro da Chapecoense, no começo do segundo tempo. Na primeira etapa, a Chape abriu o placar com Canteros, ex-jogador rubro-negro que não comemorou em respeito ao clube com quem tem contrato até o fim do próximo mês.

Neste domingo, Guerrero lutou muito e mostrou evolução na parte física, depois do longo tempo inativo por causa da suspensão por doping sofrida ano passado. Nesta semana, será julgado o recurso do caso na Corte Arbitral do Esporte e o atacante saberá, finalmente, se poderá disputar a Copa do Mundo com o Peru.

— Estou confiante porque sou inocente. Confio na Justiça, não podem impedir de jogar alguém que não fez nada de errado — afirmou.

Quem não pode dizer o mesmo é o árbitro Leandro Vuaden. Desde o começo com atuação confusa, ele errou ao marcar pênalti a favor da Chapecoense. Foi com ele que o time fez 2 a 1 no placar, com bela cobrança de Guilherme, ex-Botafogo. Até então burocrático, o Flamengo resolveu jogar e conseguiu o empate com Vinícius Júnior. Quando mais pressionava, viu Leandro Pereira aproveitar um contra-ataque e marcar o terceiro da Chapecoense: 3 a 2.

Extra

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×