Ex-jogador George Weah vê vitória em 2º turno na Libéria

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Partidários da estrela do futebol George Weah cantaram vitória nesta quarta-feira (27) no segundo turno das eleições presidenciais da Libéria, realizadas na véspera.

Weah concorre contra o vice-presidente Joseph Boakai, que afirmou que a disputa está muito acirrada para que um vencedor seja declarado.

Os dois concorrem à sucessão da presidente Ellen Johnson Sirleaf, a primeira chefe de Estado de um país africano, na primeira transmissão democrática de poder no país em mais de sete décadas.

Autoridades eleitorais começaram a coletar os votos dos 15 condados nesta quarta e planejavam anunciar resultados preliminares pela tarde, o que não aconteceu. Os resultados finais devem sair nesta quinta (28).

Resultados parciais extraoficiais anunciados em rádios locais apontavam Weah, do Congresso para Mudança Democrática, na liderança.

Weah, o único jogador de país africano a ter sido indicado para o prêmio de Jogador do Ano da Fifa, perdeu para Johnson Sirleaf nas eleições de 2005. Desde 2015, ele é senador.

Morluba Morlu, assessor de Weah, disse que espera sua vitória com 70% dos votos, segundo dados que vinha recebendo do interior.

O porta-voz de Boakai, Robert Kpadeh, no entanto, prevê uma disputa apertada.

A Libéria, a mais antiga república moderna da África, foi fundada por escravos libertos dos Estados Unidos em 1847, mas a última transição democrática de poder no país havia ocorrido em 1944.

Após um violento golpe militar em 1980, o país viveu um período de instabilidade e guerra civil que acabou apenas em 2003.

Em nota, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, parabenizou as “eleições ordenadas”.

Os 12 anos de Johnson Sirleaf no poder consolidou o período de estabilidade, o que lhe rendeu o Nobel da Paz em 2011, embora muitos a critiquem por supostamente não ter feito muito contra a pobreza e a corrupção.

Com informações da Folhapress.

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×