Dia das Mães deve movimentar R$ 17 bilhões no comércio, diz SPC Brasil

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

As vendas no Dia das Mães devem movimentar cerca de R$ 17 bilhões no comércio, segundo levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

É esperado que 74% dos brasileiros comprem ao menos uma lembrancinha.

Ou seja, aproximadamente 111,5 milhões de pessoas não querem deixar passar em branco. A data é a segunda mais importante para o varejo em questão de faturamento.

O Dia das Mães deste ano será no dia 13 de maio. Apesar da expectativa para as compras, os consumidores estão cuidadosos com os preços.

Cerca de 36% dos entrevistados pretendem gastar a mesma quantia que foi paga em 2017. Outros 19% garantem que vão aumentar as despesas com o presente, porque a maioria está buscando produtos melhores para as mães (58%).

Cerca de 18% querem diminuir as despesas, sendo que, um dos motivos é o valor caro das mercadorias. A pesquisa revela que 36% dos entrevistados já estão com dívidas em atraso e 20% costumam gastar mais do que podem. Do total de consumidores que compraram presente nos Dias das Mães do ano passado, 21% ficaram com nome sujo após a data.

O levantamento mostrou ainda que 44% das pessoas vão comprar apenas um produto. O gasto médio dos consumidores nas lojas será de R$ 153.

O pagamento à vista será o mais utilizado (por 53% dos entrevistados). Já 28% dos entrevistados vão recorrer ao cartão de crédito parcelado.

Além disso, 83% dos consumidores pretendem comprar o presente sem ajuda de outras pessoas. Para isso, 80% dos entrevistaram garantiram que vão fazer pesquisa de preços antes de efetuar a compra.

A maioria (73%) vai utilizar sites da internet para isso.

Entre as mercadorias mais visadas estão: roupas (42%), perfumes (36%), calçados (23%) e cosméticos (21%).

Também participa do levantamento a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). As entidades entrevistaram 767 casos para a pesquisa. As margens de erro são de 3,5 a 4 pontos percentuais. A confiança é de 95%.

Correio Braziliense

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×