Coordenador do Comcar critica modelo de trio usado por Daniela Mercury

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

O coordenador-executivo do Carnaval de Salvador pelo Conselho Municipal do Carnaval (Comcar), Paulo Leal, fez severas críticas à falta de regulamentação para as medidas do trio elétrico no Carnaval. Em entrevista ao programa Se Liga Bocão, na Itapoan FM, nesta segunda-feira (5), Leal acentuou queixas sobre o modelo utilizado pela cantora Daniela Mercury.

“Para que um trio com sobre-palco? Sobre-palco para ela bailar. Será que ela precisa isso? Pode fazer a cenografia dela, no chão, mas não faça do jeito que ela está fazendo. Não tenho medo de dizer. É a falta de planejamento e regra que está gerando talvez nossa decadência”.

Carnavalesco há 38 anos e sobrinho do inventor do trio elétrico, Osmar Macedo, Paulo Leal explicou que já tentou por diversas vezes iniciar tratativas para normatizar os veículos usados na folia – e dirimir as queixas recorrentes -, mas ainda não consenso no segmento.

“Daniela é uma das artistas mais completa, o trabalho dela é lindo. Existe um exagero, os músicos ficam ali em baixo abafados. Ela tem espaço para mostrar a música dela, os dançarinos dela…”, acrescentou Leal, que também preside a Associação Baiana de Trios Independentes (ABTI).

“Não quero criticar o show de Daniela, mas que haja regulamentação e, principalmente, segurança”, ponderou. Bocão

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×