Brasil vence a Sérvia e vai pegar o México nas oitavas da Copa

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×
Paulinho e Thiago Silva marcaram os gols da vitória por 2×0 na Arena Spartak, em Moscou

O ditado popular “quem ri por último ri melhor” pôde ser substituído por “quem vibra por último vibra melhor” no duelo entre Brasil e Sérvia, que classificou a Seleção para as oitavas de final da Copa do Mundo, nesta quarta-feira (27), na Arena Spartak, em Moscou.

É que, antes de a bola rolar, os sérvios fizeram a festa no estádio. Os cânticos, no entanto, não foram suficientes diante de um embalado Brasil, que venceu por 2×0 sem sofrimento e assegurou a classificação em primeiro lugar no Grupo E.

O próximo adversário, na fase que inicia o mata-mata, será o México, dia 2 de julho, às 11h (de Brasília), em Samara. Já os sérvios deram adeus ao Mundial. A Suíça empatou com a Costa Rica por 2×2, em Níjny Novgorod, e ficou com a segunda vaga da chave. Vai enfrentar a Suécia.

Sem os machucados Douglas Costa e Danilo, Tite colocou em campo o mesmo time que iniciou a partida contra a Costa Rica, e o Brasil precisou de apenas dois minutos para criar a primeira grande chance. No lançamento de Coutinho, Gabriel Jesus ficou cara a cara com Stojkovic. O camisa 9 chutou em cima do goleiro sérvio, mas o árbitro já tinha marcado impedimento.

Com nove minutos, Tite precisou fazer a primeira alteração. O lateral Marcelo sentiu dor na coluna e deu lugar a Filipe Luís. A mudança fez o time perder parte da força ofensiva do lado esquerdo, mas era o Brasil quem continuava criando as melhores chances. Aos 24 minutos, Neymar chutou cruzado e por pouco não abriu o placar.

Do outro lado, a Sérvia tinha uma estratégia clara: aproveitar a alta estatura da equipe e abusar dos cruzamentos para a área. Com a bola no chão, o camisa 10 Tadic era quem mais incomodava a defesa brasileira.

O Brasil teve outra oportunidade de abrir o placar aos 29 minutos, quando Gabriel Jesus recebeu lançamento em posição legal, invadiu a grande área e cortou o marcador antes de chutar forte para a defesa de Stojkovic.

De tanto insistir, o Brasil chegou ao gol. Aos 35 minutos, Coutinho deu um lançamento primoroso e achou Paulinho na entrada da área. O volante deu um toquinho por cobertura para tirar do goleiro sérvio e mandar para o fundo as redes. Gol importante, já que naquele momento a Suíça vencia a Costa Rica e até então assumia o primeiro lugar do grupo.

Blitz e alívio
No segundo tempo foi a Sérvia quem começou pressionando. Logo aos sete minutos, o adversário armou um rápido contra-ataque, mas Ljajic errou o passe e Casemiro apareceu para fazer o desarme. Minutos depois, o mesmo Ljajic chutou e Miranda foi providencial ao mandar para escanteio.

A Sérvia continuou em cima e quase chegou ao empate quando Rukavina cruzou e Alisson cortou para o meio da área. A bola sobrou para o atacante Mitrovic, que mandou de cabeça e Thiago Silva salvou o que seria o gol de empate.

Toque por cima encobre o goleiro Stojkovic

A blitz vermelha animou os torcedores. Mitrovic teve outra boa chance de cabeça, testou no meio e Alisson fez a defesa. Para tentar mudar a situação, Tite colocou Fernandinho no lugar de Paulinho. Os corações brasileiros só foram acalmados aos 22 minutos, quando Neymar cobrou escanteio na cabeça de Thiago Silva, que subiu mais que a defesa adversária e anotou o segundo gol do Brasil.

A vantagem de 2×0 deixou o time brasileiro relaxado e permitiu ao torcedor puxar o grito de “olé” a cada toque na bola. O terceiro gol quase saiu aos 37 minutos, quando Neymar recebeu de Willian e chutou por cima. Depois, o mesmo Neymar quase aproveitou a bola rebatida para encobrir o goleiro Stojkovic, mas o goleiro saiu bem e evitou o gol. Com o placar definido, o Brasil apenas esperou o apito final para comemorar a classificação. Correio 24h

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×