Bovespa fecha em alta, com ações da Petrobras disparando mais de 8%

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

O Ibovespa subiu 1,76%, a 78.596 pontos.

principal índice de ações da bolsa brasileira (B3), o Ibovespa, fechou em alta nesta segunda-feira (4), tendo como pano de fundo um viés positivo no mercado externo e ajudado pela recuperação das ações da Petrobras, após a indicação de Ivan Monteiro para a presidência da empresa em substituição a Pedro Parente, e com o mercado de olho em possíveis mudanças na política de preços da estatal.

O Ibovespa subiu 1,76%, a 78.596 pontos. Veja mais cotações.

Fonte: Valor Pro

Já a ação da BRF subiu 4,28%, ainda em meio a expectativas de que Pedro Parente assuma a presidência-executiva da companhia. Parente, que renunciou ao respectivo cargo na Petrobras na sexta-feira, já comanda o conselho de administração da empresa de alimentos. Uma decisão pode ser tomada já nesta semana, publicou o jornal Valor Econômico nesta segunda-feira.

As ações da Petrobras subiram 8,6% nas preferenciais (que dão preferência na distribuição de dividendos) e 6,46% nas ordinárias (com direito a voto em assembleias da empresa), mesmo em dia de baixa dos preços do petróleo.

Com isso, a empresa ganhou mais de R$ 15 bilhões em valor de mercado em um dia, mas ainda acumula perdas de mais de R$ 121 bilhõesdesde o dia anterior ao início da greve dos caminhoneiros, segundo dados da Economatica.

Preço das ações da Petrobras
Valor de fechamento do papel preferencial (PETR4) e do ordinário (PETR3).

Com a saída de Parente do comando da Petrobras, a Petrobras perdeu em 1 dia R$ 40,9 bilhões em valor de mercado. A estatal terminou o dia avaliada em R$ 230,5 bilhões, contra R$ 271,4 bilhões no pregão anterior, segundo dados da provedora de soluções financeiras Economatica. Ainda na noite de sexta-feira foi anunciado o nome do diretor financeiro da Petrobras, Ivan Monteiro, para a presidência da estatal.

Cenário externo favorável

Para profissionais de renda variável ouvidos pela Reuters, o pregão encontrou reforço no cenário externo tranquilo, com alta nas bolsas de Estados Unidos e Europa e da fraqueza do dólar.

Para um gestor ouvido pela Reuters, a alta nesta sessão refletiu alívio depois das fortes perdas no mês passado. “Mas tende a ser algo momentâneo, uma vez que a percepção de risco ainda é ruim e a eleição está cada vez mais próxima.”

(* com Reuters)

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×