Aécio volta ao Senado e se diz indignado com ‘injustiça’

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

BRASÍLIA — De volta ao Senado após 46 dias, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) subiu à tribuna da Casa e discursou por cerca de 20 minutos, dizendo que foi vítima de uma injustiça. Ele retomou o mandato nesta terça-feira, após uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), proferida na última sexta.

— Dentre todos os sentimentos, está a indignação com a injustiça — declarou Aécio.

O tucano disse ainda que não teve “chance de defesa” diante das acusações dos delatores da JBS. Ele negou ter recebido vantagens financeiras e negou ter atuado para obstruir a Justiça.

— Fui condenado previamente sem nenhuma chance de defesa. Tentaram execrar-me junto à opinião pública. Fui vitima da manipulação de alguns, da má-fé de muitos e, sobretudo, de julgamentos apressados, alguns feitos aqui mesmo nesta Casa. Por alguns poucos que parecem nao se preocupar com a preservação dos direitos constitucionais e com o primado de nossa Constituição — afirmou.

No fim do discurso, Aécio foi aplaudido, recebeu cumprimentos e abraços de outros senadores.

Antes de discursar no plenário, Aécio almoçou com senadores do PSDB. Ele informou aos correligionários que não pretende reassumir neste momento a presidência nacional do partido. Candidato presidencial do partido em 2014, Aécio se afastou do comando da legenda um dia após o GLOBO revelar que ele havia sido delatado por Joesley Batista e teria recebido R$ 2 milhões do empresário em espécie.

Extra Online

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×