Adolescente de 13 anos é suspeito de tentar estuprar e balear menina de 9

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Garoto é filho da madrasta de menino de 10 anos, que é suspeito de participar do crime; adolescente nega que tenha acontecido abuso e afirma que arma disparou acidentalmente.

Um adolescente de 13 anos é suspeito de uma tentativa de estupro que deixou uma menina de 9 anos gravemente ferida, depois de levar um tiro nas nádegas. O caso ocorreu na cidade de Teixeira de Freitas. A Polícia Civil divulgou a informação nesta quarta-feira (25).

 O crime aconteceu na noite da última sexta-feira (20), na casa da mãe do adolescente, no bairro de Tancredo Neves. A mulher é madrasta de um garoto de 10 anos também suspeito do crime.

Segundo a delegada Kátia Cielber, titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) da cidade, a participação do adolescente foi descoberta depois de investigação. No início, a mãe dele tinha escondido o fato ao comparecer na delegacia com o enteado.

De acordo com a delegada, ao ser ouvido, o garoto de 10 anos, foi o primeiro a ser indicado no caso, negou a participação no caso, e falou que o tiro que atingiu a vítima foi disparado acidentalmente. O menor foi liberado depois do depoimento.

Conforme a delegada, os pais da vítima relataram para a política que ela foi baleada depois de reagir ao abuso sexual. A polícia não soube dizer quem disparou o tiro contra a menina.

Segundo a delegada, a mãe teria conversado com a menina. Ela teria dito que a vítima estava na casa da tia e aproveitou um momento em que a tia foi tomar banho e estava indo para a casa do avô, quando foi abordada pelos meninos, já com a arma.

A vítima está internada Hospital Municipal de Teixeira de Freitas desde o dia do crime e deve ser ouvida na tarde desta quarta-feira (25). Segundo a delegada, a menina estava em estado grave e foi liberada recentemente  pelos médicos para prestar depoimento. A delegada não soube informar o estado de saúde atual da vítima.

O adolescente de 13 anos também foi notificado a comparecer na Deam nesta quarta-feira (25). Conforme a delegada, ele, a mãe e o resto da família saíram da casa onde moravam depois do crime e houve dificuldade para encontrá-lo.

O dono da arma usada na ação, um adolescente de 17 anos,irmão do garoto de 10, ainda não foi localizado para ser ouvido, de acordo com a delegada. O caso segue sob investigação da Deam de Teixeira de Freitas. Varela

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×